Transporte público gratuito! Se deu certo em Maricá, por que não em Niterói?

Um ano depois da Empresa Pública de Transportes (EPT) assumir a operação das linhas que eram de responsabilidade da Viação Costa Leste (proibida de circular em abril de 2017 por descumprimento contratual) a população de Maricá se mostra satisfeita e motivada com a significativa melhora no transporte público gratuito da cidade.

No último fim de semana, a autarquia também deu mais um passo em direção à melhoria, com a entrada em operação da nova base de apoio do Caxito, onde toda a frota passou a ficar guardada. Além de amplo, o local tem também as facilidades necessárias à realização das manutenções periódicas, outra prioridade para a Prefeitura. Os usuários ainda reivindicam melhorias, mas garantem que a mobilidade urbana; a frota nova, a qualidade e a limpeza dos veículos; os trajetos; o cumprimento de horários e o fato do serviço ser “tarifa zero” fazem dos Vermelhinhos uma modalidade de transporte essencial principalmente para os moradores de baixa renda.

O número representa uma economia para a população de R$ 8,1 milhões no ano, considerando o valor da tarifa municipal de R$ 2,70. “Atualmente a frota possui 38 carros, sendo que três estão em fase de licitação para começarem a circular. Hoje o nosso efetivo conta com 84 motoristas”, enumerou.

“No próximo dia 14 completaremos um ano do retorno do Vermelhinho e nesta segunda batemos a casa de três milhões de passagens registradas ao longo desse período, o que por si só, já é motivo para comemorar”, afirma o presidente da EPT, André Azeredo.

A pergunta do ZN Noticias é justamente essa, se o serviço está dando certo em Maricá, por que não iria dar certo também em Niterói?

A Reportagem do ZN saiu as ruas para saber a opinião da população da cidade em especial da zona norte para saber a opinião sobre o assunto. Ficou muito claro que a população foi muito receptiva a ideia, porém com uma certa desconfiança sobre como a prefeitura iria bancar esse serviço e se com o tempo o serviço iria continuar sendo realizado de forma segura e eficiente.

A auxiliar de enfermagem, Rosângela Costa, 39 anos moradora do bairro do Fonseca, disse a reportagem do ZN que seria maravilhoso ter um serviço de qualidade e gratuito aqui em Niterói também, pois iria economizar duas passagens por dia e essa economia iria ser aplicada na educação e bem estar dos seus filhos . Já o morador do bairro da Engenhoca, Mario Fernando, 55 anos, disse a reportagem que o medo da suposta empresa municipal de transporte não oferecer um bom serviço não o assusta de maneira nenhuma, pois nas mãos das empresa prestadoras de serviço, além de ser pago, o transporte também é de péssima qualidade. Na ilha da Conceição, entrevistamos o morador, Roberto Soares de 47 anos, o mesmo afirma que: “…aqui na região a empresa que presta esse serviço não tem respeito pelos os usuários, o transporte é sucateado e em determinados horários os ônibus somem das ruas , portanto, é uma questão sim a ser no minimo estudada pelo prefeito aqui em Niterói” disse o advogado.

Em Maricá, os usuários dos Vermelhinhos aprovaram o conforto, a segurança e a acessibilidade dos carros que circulam no município. Outra característica elogiada pela população foi em relação à conservação da frota.

Por Redação ZN Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo ao shopping ZN, fique a vontade, realize suas compras com segurança e rapidez! Dispensar