Bebê nasce em meio ao trânsito da Alameda São Boaventura

“O bebê nasceu antes da subida da Ponte (Rio-Niterói), eu dentro do carro muito nervoso e ela muito tranquila”, contou Rodrigo Leal, que passou momentos tensos ontem (14) pela manhã, quando viu sua filha nascer no banco de trás do carro em meio a um engarrafamento na Alameda São Boaventura, no Fonseca. Apesar do susto, Mariah Oliveira Correia nasceu com 50 centímetros, 3,330 kg e já deve ter alta hoje junto com a mãe.
Rodrigo lembra que durante a madrugada de ontem sua esposa sentiu algumas contrações, mas o casal achou que era normal. Por volta das 7 horas eles resolveram sair de casa, em São Gonçalo, e seguir em direção Maternidade Maria Amélia, no Centro do Rio.

“Estava um trânsito muito grande, normal do dia a dia. Tivemos ajuda de um carro da Polícia e da Guarda, furamos o engarrafamento, mas ao chegarmos na Alameda, tudo parado. Batendo o desespero”, contou o pai.

Mariah nasceu a poucos metros de subir a Ponte Rio-Niterói. Segundo Rodrigo, foram cerca de 20 minutos até chegar a base dos socorristas no pedágio e pedir ajuda.

“Fizeram os primeiros socorros, não tinha como furar o trânsito, atenderam a gente super bem, e quero até agradecer pela paciência porque estava muito nervoso. Depois eles encaminharam a gente para o hospital”, relembrou o pai.

A Ecoponte, concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói, esclareceu que uma equipe de médicos da concessionária prestou todo o atendimento necessário e encaminhou a família até o hospital.

Por Pedro Conforte    AtribunaRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *