Artista plástico pinta foto do Prof.Altivo Cesar e emociona a zona norte de Niterói.

O Artista Plastico, Clivison dos Santos (Akuma) responsável pelo Ateliê Escola, também situado no Barreto, bairro da zona norte de Niterói. Emocionou e encantou pais, alunos e ex alunos da Escola Municipal Altivo Cesar, com sua obra e talento na produção de uma foto na parede externa da escola, onde o mesmo reproduziu fielmente a imagem do Professor Altivo Cesar.

Foto: Gustavo Correia

Alguns ex alunos e alunos não conheciam a imagem do homem que dava o nome a instituição, um dos ex alunos entrevistados, o senhor Carlos Augusto de 42 anos confessou que nunca tinha visto a imagem do Altivo Cesar e que está mesma imagem de uma certa forma teletransportou para uma época onde o mesmo era aluno da escola, onde passava as tardes estudando e se preparando para a vida. Também ex aluna, a dentista Rosane Pinheiro de 29 anos confessou que não conhecia a historia linda do fundador da escola e que a foto te deixou curiosa para saber um pouco mais da vida do Professor.

Abaixo: Fotos da produção e oficina de desenho com as crianças.

Sobre o Professor Altivo Cesar

Altivo César nasceu no Rio de Janeiro, em 30 de outubro de 1897 e estudou em uma escola que preparava os alunos para o ingresso no  Pedro II chamada Colégio Aldrege. Em 1915, seu pai morreu e por essa razão, ele interrompeu seus estudos na faculdade de  Direito para assumir o sustento da família. Em 1916, iniciou o exercício do magistério, alugando  um quarto que lhe serviu como sala de aula no Barreto. Com o tempo, a sala ficou pequena, e ele decidiu fundar em sua casa, a Escola Altivo.

O professor Altivo César sempre esteve preocupado com seus alunos, e por esta razão, oferecia alguns cursos de impressão. Este curso ajudou os alunos a publicar o jornal “O Aspirante”. Seu irmão Aldano Luiz, já formado, criou o curso de datilografia. Ao fim do curso, os alunos recebiam um diploma
em solenidades onde eram cantados o hino da escola.
            Os alunos também eram incentivados a contribuir em campanhas sociais. Por exemplo, em uma campanha, eles arrecadaram  fundos para ajudar na construção de um hospital. Infelizmente, problemas de família obrigaram o professor Altivo  a reduzir sua carga horária.  No entanto, ele continuou a preparar  os alunos para concursos importantes, e por este motivo, recebeu o título de “Cidadão Gonçalense”. Ele morreu no dia 11 de maio de 1972 aos 75 anos de idade. 

Leia mais: https://altivocesar2.webnode.com.br/sobre-nos/

Por Redação ZN Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *