Militares realizam operação no Salgueiro SG

O Comando Conjunto, em apoio à Secretaria de Estado de Segurança, deflagrou nessa manhã (29 de agosto), operações no Complexo do Salgueiro (São Gonçalo, RJ) e na Baía de Guanabara. A ação consiste em cerco terrestre, estabilização dinâmica da área e remoção de barricadas. Os militares conduzem revistas de pessoas e de veículos, checam antecedentes criminais e verificam denúncias de atividades criminosas. Para tanto, o Comando Conjunto emprega 2.520 militares das Forças Armadas, com o apoio de meios blindados e aeronaves.

No mesmo contexto, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 1° Distrito Naval, e com o apoio da Polícia Federal, realiza bloqueio e cerco naval na área marítima vizinha àquela onde ocorrem as ações terrestres, com ênfase na repressão a ilícitos na Baía de Guanabara. Para isso, emprega uma Força-Tarefa Marítima composta por 300 militares, 12 agentes da Polícia Federal, 2 navios e 10 embarcações, sendo 1 lancha blindada.

Algumas vias e acessos na região poderão ser interditados e setores do espaço aéreo poderão ser controlados, oportunamente, com restrições dinâmicas para aeronaves civis.

Não há interferência nas operações dos aeroportos.

As tropas e os agentes efetuam a distribuição de folhetos impressos solicitando a colaboração da população. São oferecidos dois canais: um telefone para denúncias anônimas (2253-1177) e um e-mail para dúvidas, reclamações, comentários e sugestões (ouvidoria.intervencao@cml.eb.mil.br).

No total estima-se que as ações impactem positivamente cerca de 1 milhão de pessoas, direta e indiretamente, abrangendo uma área terrestre de 32 km² e uma superfície marítima de 61km².

Fonte: AtribunaRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *