Hospitais particulares sofrem com aumento dos casos de Covid 19.

Em uma semana a taxa dos hospitais particulares de Niterói passou de 31% de ocupação dos leitos de quartos reservados para Covid para 56%, entre os dias 10 e 17 de novembro. De acordo com o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde de Niterói e São Gonçalo (SINDHLESTE).

Já a ocupação dos leitos de UTI reservados para a doença subiu de 29% para 52% no mesmo período.

Em virtude da nova onda de Covid-19. O Hospital Geral do Ingá, em Niterói já enviou um comunicado assinado pelo diretor médico, Luiz Otávio Nazar, informando a suspensão das cirurgias eletivas a partir da próxima segunda-feira (23).

No entanto, os hospitais da rede credenciada da Unimed Leste Fluminense, foi demonstrado um pequeno incremento na quantidade de casos nos últimos dias. A Unimed Leste Fluminense informou que o atendimento aos casos da Covid em seu hospital próprio, a Unimed Leste Fluminense não atende pacientes com a doença por não ter UTI adulta.

Os casos de Covid-19 estão aumentando em todo o Estado. Hospitais das cidades de Niterói e São Gonçalo já tomam medidas para tentar conter o avanço da segunda onda de contaminação e algumas unidades particulares optaram por suspender as cirurgias eletivas com o objetivo de proteger os pacientes e liberar leitos.

Por Redação ZN Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *