RJ registrou 1,3 mil crimes que podem estar relacionados com intolerância religiosa em 2020, diz ISP

Um levantamento do Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP-RJ) mostrou que o estado do Rio de Janeiro contabilizou 1.355 crimes em 2020 que podem estar relacionados à intolerância religiosa. Ou seja, foram mais de 3 casos em todos os dias do ano.

O levantamento inédito do ISP é divulgado na véspera do Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado na quinta-feira (21), como uma forma de estimular a denúncia desse tipo de crime.

Os delitos foram divididos em três grupos:

  • 1.188 vítimas de injúria por preconceito
  • 144 vítimas de preconceito de raça, cor, religião, etnia e procedência nacional
  • 23 casos de ultraje a culto religioso

A última tipificação criminal é caracterizada pela ridicularização pública, impedimento ou perturbação de cerimônia religiosa. Em comparação com 2019, o número é um pouco menor já que foram registrados 32 casos deste tipo. O ISP-RJ informou ainda que a queda deste delito era esperada já que os templos religiosos ficaram fechados por conta da pandemia.

O instituto informou ainda que os crimes de intolerância religiosa são cotidianamente subnotificados por serem cometidos em áreas dominadas por facções criminosas e a população tem receio de denunciar.

Por Matheus Rodrigues, G1 Rio Fonte: ISP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *